SAUDE

Publicada em 21/12/17 às 22:54h - 139 visualizações
Crianças recebem visita do Papai Noel no Hospital Roberto Santos na Bahia.

fonte: atarde.uol.com.br


Nem sempre Papai Noel chega em trenó puxado por renas, nem sempre nos momentos mais felizes. Às vezes, ele só precisa chegar. Para as crianças internadas no Hospital Roberto Santos (HRS), no Cabula, mais importante do que presentes ou idealizações natalinas, foram o carinho, o acolhimento e a valorização que receberam do Bom Velhinho na manhã desta quinta-feira, 21.
Cerca de 120 presentes foram distribuídos na ala pediátrica do hospital. Pelas salas e corredores da enfermaria, unidade de terapia intensiva, nefrologia e UTI, os olhos das crianças brilhavam ao ver o mítico personagem natalino.
Foram tantos brinquedos que a famosa sacola vermelha não deu conta. Atrás dele, outras três pessoas distribuíam os presentes. Alguns pulavam e apontavam quase que encantados "Papai Noel chegou", dizia um. Outros dormiam após a sessão do tratamento, enquanto Noel colocava o presente na cabeceira do leito.
Algumas mães não conseguiram segurar as lágrimas em uma mistura de alívio, gratidão e esperança. De mãos dadas com a mãe, o pequeno Alef Gustavo, 4 anos, já dizia "Quero um carrinho" e teve o desejo realizado. Para a mãe, Raiane Bacelar, 18, a ação é importante, pois traz alegria em um ambiente de tensão.
"Ele acabou de fazer uma cirurgia de apendicite. Esse carinho ajuda bastante", afirma ela. No hospital há três meses com a filha Patrícia de Jesus, 9 anos, que possui doença crônica renal, Rita de Cássia, 40, destaca que a ação fortalece não apenas as crianças, mas também os pais, pois estão diariamente com os filhos.
Estímulo
Os presentes foram adquiridos por meio de doações dos funcionários do hospital e familiares do diretor-geral do HRS, José Admirçon. A motivação foi uma carta da filha dele, Hannah Lima, 6 anos, direcionada ao Papai Noel. Nela pedia um trenó e presentes para as crianças cujos pais não têm condições financeiras.
"Já realizávamos algumas atividades. Dessa vez, foram pegos de surpresa. Não sabiam que Papai Noel viria. Nesse momento de incertezas pelo qual o país passa, proporcionar momentos de aconchego traz resultados positivos", pontua.
Para o homem das longas barbas brancas, é preciso se preparar emocionalmente ao entrar em contato com as crianças nos hospitais.
"Esse momento é diferente de visitar creche, condomínio ou outros espaços. Temos que respirar fundo e entrar em cada quarto de maneira forte, levando alegria para as crianças. É claro, às vezes, nos emocionamos também", admite o Bom Velhinho.



Os Heróis da Vida Real.
Hora Certa
Estatísticas
Visitas: 6547775 Usuários Online: 57


Fan Page

Tempo no Brasil
You Tube Inscreva-se.
Departamento de Vendas.
Conexão Blogspot.
Rádio Web.
Bombeiros RS Treinamentos
Febrabom RS
A Maior Loja do Brasil

Inscreva-se em Nosso Canal.
Empresa Forte é Destaque Aqui!
Espaço Democrático.
Anuncie Aqui.
Anuncie Aqui!
Fique informado:
Colunistas

Júlio Valêncio

Contra ou a Favor! "eis a Questão".


MESTRE APARECIDO

O Malvado Favorito.


CARLOS CARDOSO

Bombeiros Civis do Rio Grande do Sul Fiquem Atento a Propagandas Enganosas pois, Nada é de Graça!


Redes Sociais


Bloquear cópia de conteúdo Não tente copiar!
Copyright (c) 2018 - conexaobombeiro.com.br - Todos os direitos reservados