SAUDE

Publicada em 02/05/17 às 21:55h - 353 visualizações
Hospital São João de Deus conclui 1ª fase da 'Sala Vermelha', destinada a casos graves em Divinópolis.

fonte: g1.globo.com


Espaço custou R$ 1,1 milhão e tem previsão de começar a funcionar no dia 15 de maio. Falta do serviço é uma das razões apontadas pelo Estado para justificar atrasos no Samu.

Hospital São João de Deus (HSJD) em Divinópolis anunciou na tarde desta terça-feira (2) a conclusão da primeira fase da instalação da "Sala Vermelha", destinada a receber pacientes em situações de alta gravidade para que sejam estabilizados e encaminhados a outros hospitais. O funcionamento está previsto para o 15 de maio. A falta dessa sala é um dos motivos alegados pelo Estado para os quatro atrasos na inauguração do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na cidade.

A engenheira responsável pela obra apresentou as divisões do espaço. A construção e a compra dos equipamentos custaram cerca de R$ 1,1 milhão. O espaço tem 70 metros quadrados. A previsão é de que a segunda fase seja entregue dia 5 de junho e que a terceira e última saia em 6 de julho.

A conclusão da primeira fase foi anunciada durante uma reunião entre representantes do HSJD, da Comissão Interventora, do Município e do Estado. De acordo com a superintendente geral do hospital, Elias Regina Guimarães, a Sala Vermelha vai estabilizar pacientes até que eles sejam encaminhados a outros hospitais.

Superintendente geral do Hospital São João de Deus, Elias Regina Guimarães explica funcionamento de Sala Vermelha.

"Eles são estabilizados em uma estrutura de CTI [Centro de Terapia Intensiva] e, a partir daí, o paciente é devolvido com a determinação de que seja encaminhado a leito comum ou pra CTI. É uma especialidade que a região pode ajudar a resolver. Se um paciente veio de Formiga, por exemplo, e foi estabilizado aqui, ele pode ser encaminhado de volta à cidade de origem. O fato de estar na sala vermelha não significa que ele faça parte do Hospital São Joao de Deus. Esse é um caminho em que se estabiliza o paciente até que ele possa ser destinado à sua região", explicou.

O diretor técnico Eduardo Matar disse que mesmo que o Samu ainda não esteja funcionando, a Sala Vermelha começará a atender no dia 15 de maio. "Nós vamos manter esse compromisso, independente da inauguração ou não do Samu. Entretanto, no caso de começarmos sem o Samu operando, teremos de operar em um fluxo diferente. Ou seja: os pacientes só poderão acessar a Sala Vermelha via central de regulação do SUS Fácil. Não fica sendo porta aberta para a população, mas começa a funcionar junto com outras especialidades, mas com acesso restrito à central de regulação", detalhou.

A primeira fase da Sala Vermelha é composta por quatro camas destinadas a pacientes que passam pelo atendimento inicial após passarem pelo Samu. O local é estruturado para atender a oito especialidades. Serão 13 profissionais trabalhando por turno.

Atrasos no Samu

A inauguração do Samu já foi adiada quatro vezes. Um dos motivos alegados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) era a não conclusão da Sala Vermelha. Mesmo com a primeira fase já concluída, o órgão ainda não tem previsão de quando o serviço móvel começará a operar na cidade.

"Falta agora só a assinatura de contrato do custeio do Samu, que é o valor mensal que o Estado tem que repassar ao consórcio para dar prosseguimento aos trabalhos que serão desenvolvidos pelo Samu. Esse valor em torno de 2,3 milhões por mês se refere ao pagamento de pessoal e à manutenção do dia a dia do Samu", disse José Márcio Zanardi, secretário-executivo do consórcio.

Eduardo Matar acredita que o começo das operações na Sala Vermelha contribua para diminuir a demanda por atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). "Isso ajuda. A Central de Regulação sabe de todos os pacientes que estão na UPA. Então, ela vai poder selecionar os casos de maior gravidade e destinar os casos à Sala Vermelha para o atendimento adequado", acrescentou.

Nova direção

Durante o mesmo evento, o HSJD anunciou uma mudança no Conselho Curador da Fundação Geraldo Correia, mantenedora do hospital. Idelbert Bueno e Eduardo Sérgio da Silva foram tomaram posse como novos presidente vice-presidente, respectivamente. O mandato tem duração de três anos.




Os Heróis da Vida Real.
Hora Certa
Estatísticas
Visitas: 6338263 Usuários Online: 73


Fan Page

Tempo no Brasil
You Tube Inscreva-se.
Departamento de Vendas.
Conexão Blogspot.
Rádio Web.
Bombeiros RS Treinamentos
Febrabom RS
A Maior Loja do Brasil

Inscreva-se em Nosso Canal.
Empresa Forte é Destaque Aqui!
Espaço Democrático.
Anuncie Aqui.
Anuncie Aqui!
Fique informado:
Colunistas

Júlio Valêncio

Contra ou a Favor! "eis a Questão".


MESTRE APARECIDO

O Malvado Favorito.


CARLOS CARDOSO

Bombeiros Civis do Rio Grande do Sul Fiquem Atento a Propagandas Enganosas pois, Nada é de Graça!


Redes Sociais


Bloquear cópia de conteúdo Não tente copiar!
Copyright (c) 2018 - conexaobombeiro.com.br - Todos os direitos reservados