SAUDE

Publicada em 17/01/17 às 23:12h - 206 visualizações
Saúde é o serviço mais afetado com a greve dos servidores de Florianópolis.

fonte: g1.globo.com


Upa Norte e Sul atendem urgências; demais demandas vão a hospitais.
Trabalhadores protestam contra o pacote do prefeito com 40 medidas.

Começou nesta terça-feira (17) a greve dos servidores da prefeitura de Florianópolis, aprovada em assembleia no fim da tarde de segunda. A área da saúde deve ter a maior adesão de trabalhadores, conforme o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem).

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Norte e Sul da Ilha estão atendendo apenas casos de urgência.

Por volta das 7h, moradores da Trindade aguardavam atendimento em frente ao posto de saúde do bairro, sem saber se o serviço seria oferecido, como mostrou o Bom Dia Santa Catarina.

"Ontem [segunda-feira], 100% dos centros de saúde pararam para a assembleia. A posição dos representantes dessas unidades informaram que a adesão seria total. Apenas as farmácias referenciadas, que oferecem remédios controlados e retrovirais, vão atender com efetivo mínimo. Nossa orientação é para que as pessoas procurem as emergências dos hospitais, as UPAs devem atender somente em situações extremas", disse o presidente do Sintrasem Alex Santos.

O impacto na área da educação deve ser menor, já que o período é de férias escolares. Algumas creches do município devem manter o funcionamento.

Assembleia
Cerca de 5 mil pessoas, conforme o sindicato, participaram da assembleia que votou pela deflagração da greve por tempo indeterminado. De acordo com o sindicato, a mobilização quer pressionar pela retirada do pacote de projetos de lei que foram enviados pelo prefeito Gean Loureiro (PMDB) à Câmara de Vereadores. Em nota, a prefeitura de Florianópolis classificou a greve como ilegal e disse que não há base para a paralisação.

Entre as 40 medidas do pacote batizado pela prefeitura de "Floripa Responsável", estão mudanças na previdência do servidor público, em gratificações, além de permitir a privatização e terceirização de serviços públicos.

A prefeitura informou também que vai descontar os dias parados e ingressará na Justiça contra o Sintrasem. O prefeito Gean Loureiro "lamentou a atitude do sindicato e garante que o pacote de medidas visa proteger a garantia dos servidores de receber seus salários em dia", disse a prefeitura, em nota. O prefeito chegou a convidar os trabalhadores para uma reunião, mas depois suspendeu o convite.

Rumos
Uma nova assembleia da categoria está marcada para as 13h30 desta terça, na praça Tancredo Neves. Na pauta, estão as estratégias do movimento para pressionar a prefeitura a retirar o pacote de corte de gastos, que deve afetar os servidores.




Os Heróis da Vida Real.
Hora Certa

Estatísticas
Visitas: 6900941 Usuários Online: 42


Fan Page

Tempo no Brasil
You Tube Inscreva-se.
Departamento de Vendas.
Conexão Blogspot.
Rádio Web.
Bombeiros RS Treinamentos
Febrabom RS
A Maior Loja do Brasil

Inscreva-se em Nosso Canal.
Empresa Forte é Destaque Aqui!
Espaço Democrático.
Anuncie Aqui.
Anuncie Aqui!
Fique informado:
Colunistas

Júlio Valêncio

Contra ou a Favor! "eis a Questão".


MESTRE APARECIDO

O Malvado Favorito.


CARLOS CARDOSO

Bombeiros Civis do Rio Grande do Sul Fiquem Atento a Propagandas Enganosas pois, Nada é de Graça!


Redes Sociais


Bloquear cópia de conteúdo Não tente copiar!
Copyright (c) 2018 - conexaobombeiro.com.br - Todos os direitos reservados