MATERIAL ESTUDO

Publicada em 08/08/17 às 22:09h - 641 visualizações
A importância da Manutenção do Trava quedas Retrátil.

fonte: conect.online


Segundo o MTE, a queda em altura ainda é a maior vilã entre as causas de mortes por trabalhadores. Estima-se que 40% do total de acidentes de trabalho no país está relacionada às quedas. Não é à toa que a atividade exige cuidados extremos por parte de quem, diariamente, coloca a vida em risco. Na construção civil, por exemplo, o índice de acidentes chega a 49% do total (fonte Ministério do Trabalho e Emprego). Neste cenário de risco ao trabalhador é extremamente relevante a realização dos procedimentos de segurança para atividades em altura. Um dos importantes itens desse conjunto de atividades é a Manutenção dos Equipamentos, em particular do Trava-quedas Retrátil.
Mas o que é um trava queda retrátil e como funciona?
É um elemento de conexão do Sistema de Proteção Contra Quedas que tem por objetivo conectar o Ponto de Ancoragem ao elemento de suporte para o corpo, representado pelo Cinturão Paraquedista. Este equipamento é um dos mais versáteis dentre os Elementos de Conexão de um Sistema de Proteção Contra Quedas. São fabricados em cabo de aço galvanizado, inox, fita de náilon ou cabos dyneema. Possuem função retrátil, similar ao cinto de segurança de automóvel, e são calibrados para bloquear a queda livre em 60cm. Assim, o trabalhador estará protegido dos danos causados pela força de impacto gerada pela queda.
Os cabos são acondicionados em carretel retrátil e protegidos por uma caixa em alumínio ou polimento selada. Esse mecanismo permite a blindagem contra as intempéries. Mesmo equipado com um indicador de impacto para sinalizar que o equipamento sofreu um severo esforço e indicar a necessidade de inspeção, o recurso não substitui a necessidade de manutenção preventiva e corretiva frequente.Trava quedas retrátil - Linha HWS
Quando e por que o trava quedas retrátil deve passar por manutenção?
O Trava quedas retrátil é tão importante que ganhou uma recomendação especial da NBR14628:2010. O item 7 da norma determina a inspeção obrigatória para este equipamento. "…o trava queda retrátil deve ser enviado para revisão pelo fabricante ou empresa por ele indicada. O período entre as revisões não deve exceder 12 meses."
No entanto, mesmo antes deste tempo máximo de uso, os equipamentos estão sujeitos a vários tipos de situações adversas como: longos períodos expostos a intempéries, torções no cabo, perda da pressão da mola do sistema retrátil, deformações no cabo de aço (fios partidos, oxidação), desgaste na carcaça e avarias no mosquetão (oxidados, amassados ou empenados). Além disso, é comum observarmos o uso inadequado, que acarreta em danos no equipamento, como por exemplo: deixar o cabo esticado fora da carcaça por longos períodos, danificando a mola responsável pelo sistema retrátil, ou ainda, soltar o cabo de forma abrupta ocasionando impacto do mosquetão na carcaça.
Vale ressaltar que, assim como o motor de um carro, o trava quedas retrátil é um equipamento de mecânico, e também necessita de limpeza, calibração e lubrificação para o perfeito funcionamento. Desta forma, é de extrema importância a inspeção visual realizada no equipamento antes de seu uso diário, em que devem ser observados 3 pontos básicos:
Verificar se o indicador de impacto foi acionado (no caso dos equipamentos que o possuam);
Integridade do Cabo de aço, mosquetão e carcaça;
Testar o sistema de freio, com um pequeno impacto com a finalidade de identificar as condições de frenagem do equipamento.
Fique atento ao prazo de certificação do equipamento
Se qualquer um desses pontos estiver fora das instruções de operação, o equipamento também deve ser enviado para manutenção. Esta é a recomendação mesmo que esteja dentro do prazo de certificação (01 ano). Por exemplo, oferece a manutenção corretiva e/ou preventiva dos equipamentos em atendimento à legislação vigente. Além da análise do equipamento feita por uma equipe técnica certificada pelos próprios fabricantes, a empresa utiliza peças de reposição originais, proporcionando alta qualidade na execução do serviço. Se você adquiriu trava quedas retráteis e/ou turbos insufladores, pelo menos nos últimos 12 meses.
Então você já sabe: manter os equipamentos em perfeitas condições de uso evita multas para empresa e garante a segurança e integridade física de todos a sua volta.



Os Heróis da Vida Real.
Hora Certa
Estatísticas
Visitas: 6339244 Usuários Online: 106


Fan Page

Tempo no Brasil
You Tube Inscreva-se.
Departamento de Vendas.
Conexão Blogspot.
Rádio Web.
Bombeiros RS Treinamentos
Febrabom RS
A Maior Loja do Brasil

Inscreva-se em Nosso Canal.
Empresa Forte é Destaque Aqui!
Espaço Democrático.
Anuncie Aqui.
Anuncie Aqui!
Fique informado:
Colunistas

Júlio Valêncio

Contra ou a Favor! "eis a Questão".


MESTRE APARECIDO

O Malvado Favorito.


CARLOS CARDOSO

Bombeiros Civis do Rio Grande do Sul Fiquem Atento a Propagandas Enganosas pois, Nada é de Graça!


Redes Sociais


Bloquear cópia de conteúdo Não tente copiar!
Copyright (c) 2018 - conexaobombeiro.com.br - Todos os direitos reservados