MATERIAL ESTUDO

Publicada em 24/07/17 às 22:20h - 2676 visualizações
Conheça 5 equipamentos para espaço confinado.

fonte: conect.online


O espaço confinado de trabalho é definido por qualquer área ou ambiente não projetado para a ocupação humana regular. Logo, para operar com segurança sob essas circunstâncias é preciso conhecer os equipamentos de espaço confinado necessários para cada atividade.
Por exemplo, espaços com acesso reduzido de entrada e saída, ventilação insuficiente para a remoção de contaminantes ou que possam exigir deficiências ou enriquecimento do oxigênio. No que se refere à atmosfera, um ambiente é tido com enriquecimento do oxigênio quando contém mais de 23% de oxigênio em volume na atmosfera. Já a deficiência, é quando a atmosfera contém menos que 20,9% de oxigênio em volume.
Os espaços confinados mais conhecidos são poços, elevadores, tubulações, redes de esgoto subterrâneas, chaminés, silos, cisternas, reservatórios etc. Outros exemplos desses espaços e atividades realizadas neles são:
caixas d'água de fábricas ou edificações;
áreas de armazenamento de grãos;
tanques de combustível em empresas;
processadores de massa de indústrias químicas.
Vale ressaltar que o espaço confinado não é definido apenas por um espaço impróprio para o trabalho humano. Dentro do conceito, existem diferentes categorias e determinações para alguns fatores como os níveis de atmosfera e as dimensões do espaço.
Existem inúmeros riscos para operar em espaços restritos. Dentre eles, os principais são: explosão, soterramento e falta ou excesso de oxigênio na atmosfera.
Como operar com segurança em espaços confinados?
O trabalho confinado existe em inúmeros segmentos de negócios. Mas, em geral, os principais trabalhos realizados em espaços confinados são:
operações de resgate e salvamento;
manutenções, reparos, limpeza ou inspeções;
obras de construção civil e naval.
A Norma Regulamentadora (NR) que rege o trabalho em espaços confinados é a NR 33, referente a Segurança e Saúde no Trabalho em Espaços Confinados
Segundo a lei, para operar nesses espaços é obrigatório que o trabalhador faça uma capacitação obrigatória, renovada anualmente e ministrada por instrutores com proficiência comprovada no assunto.
A carga horária da capacitação pode variar de acordo com a atividade exercida e espaço confinado de atuação. O certificado é emitido em nome do trabalhador, com data e local de treinamento.
Quais são os equipamentos para espaço confinado?
Além de estar bem preparado para atuar em áreas restritas, é impossível realizar esse tipo de atividades sem os itens de proteção adequados. Conheça agora alguns equipamentos essenciais para o trabalho em espaços confinados:
1. Tripé e monopé para entrada e resgate
São equipamentos desenvolvidos para uso em espaços confinados e/ou terrenos com grandes desníveis.
Utilizados em conjunto com guinchos, resgatadores ou blocos de polias, eles auxiliam a entrada e saída do trabalhador, tanto na movimentação normal quanto, eventualmente, em resgates.
Esses equipamentos permitem o trabalho em suspensão nos setores de risco para acessos verticais.
2. Detectores de gases
São usados para medir e indicar a concentração de gases no ar. Por meio de tecnologias, eles são empregados para impedir a exposição do trabalhador a substâncias tóxicas e evitar incêndios.
Disponibilizados em unidades portáteis ou fixas, eles indicam altos níveis de gases por indicadores visíveis, audíveis, luzes ou uma combinação de sinais.

Os detectores são classificados pelo tipo de gás que identificam: tóxicos ou inflamáveis. A partir dessas classificações, as tecnologias são empregadas de formas diferentes. Os sensores catalíticos e infravermelhos detectam gases eletroquímicos e combustíveis. Já os que usam tecnologia de semicondutor de óxido metal normalmente detectam os gases tóxicos.
Eles podem ser utilizados para monitorar pequenas áreas de trabalho ou podem ser combinados para formar um sistema de proteção completo.
Existem diferentes tipos de detectores disponíveis, no entanto, todos possuem a mesma função: monitorar e alertar sobre os níveis de gases perigosos para o trabalho humano.
3. Conjunto autônomo de ar
O conjunto autônomo para espaços confinados é um suprimento alternativo para uso em caso de falha do sistema principal de ar, conectando-se diretamente, seja ele um conjunto de cilindros de ar respirável ou um compressor de baixa pressão.
Quando acionado, em caso de falha nos compressores de abastecimento ou esgotamento da reserva principal, ele supre facilmente a ausência de ar e protege o trabalhador em locais com deficiência de oxigenação ou contaminantes na atmosfera.
Quando há intervenção de gases tóxicos no espaço confinado de trabalho, o conjunto autônomo de ar também é acionado.
4. Trava-quedas e/ou guincho

O trava-quedas é um equipamento de proteção individual (EPI) contra quedas em alturas, utilizado por trabalhadores encarregados de limpeza e manutenção em alturas elevadas, tais como atividades em andaimes, cadeiras suspensa, escadas, plataformas ou telhados.
Já os guinchos de deslocamento são projetados para situações que exigem múltiplos mastros ajustáveis, podendo ser equipados na sua traseira ou dianteira.
Existem várias bases disponíveis, permanentes ou portáteis, que se adequam a qualquer aplicação necessária.
5. Exaustores e insufladores de ar
Pela NBR 16577, todos os trabalhos realizados em espaço confinado precisam de algum tipo de ventilação, exaustão ou uma combinação entre as duas.
O que define o volume, a forma e o tipo de equipamento de ventilação ou exaustão a ser utilizado é a Análise Preliminar de Risco (APR) e a Permissão de Entrada e Trabalho (PET).
Existem ventiladores e exaustores movidos a diferentes fontes de energia, que dependem da situação exigida. O modelo mais comum é movido a energia elétrica, mas também existem opções movidas a gasolina, óleo diesel, ar comprimido e outras fontes.
Em casos de atmosfera explosiva, é preciso usar um ventilador certificado pelo INMETRO para exercer qualquer atividade. Nesse caso, a ventilação deve ser combinada à exaustão, ambas de forma mecânica.
Esses são os equipamentos básicos utilizados na maior parte dos espaços confinados hoje em dia. Existem outros sistemas e equipamentos de segurança, que podem ser empregados de acordo com as especificidades das atividades a serem realizadas.
A determinação dos equipamentos necessários depende da análise prévia dos riscos envolvidos na forma como a atividade será realizada.
Por que se preocupar com os equipamentos para espaço confinado?
A preocupação do empregador ao providenciar todos os equipamentos de proteção exigidos pela NR 33, dentro das certificações necessárias, é a garantia de que ele está adquirindo um material confiável e resistente.
Dentre os riscos de atividades em espaços confinados também destacam-se:
infecções por agentes biológicos;
engolfamento ou intoxicação por substâncias químicas;
choques elétricos;
quedas;
esmagamento;
queimaduras;
inundação.
Além do uso de todos os equipamentos necessários, a lei também exige que seja feito um reconhecimento prévio dos espaços confinados, seguido de avaliação, monitoramento e controle de riscos.
Por meio da NR 33, fazer uso dos equipamentos de espaço confinado corretos garante a execução do trabalho em espaços restritos com segurança. Dessa forma, a integridade física e psicológica dos trabalhadores que operam nessas condições não fica comprometida durante o exercício de suas atividades.




Os Heróis da Vida Real.
Hora Certa
Estatísticas
Visitas: 6543550 Usuários Online: 40


Fan Page

Tempo no Brasil
You Tube Inscreva-se.
Departamento de Vendas.
Conexão Blogspot.
Rádio Web.
Bombeiros RS Treinamentos
Febrabom RS
A Maior Loja do Brasil

Inscreva-se em Nosso Canal.
Empresa Forte é Destaque Aqui!
Espaço Democrático.
Anuncie Aqui.
Anuncie Aqui!
Fique informado:
Colunistas

Júlio Valêncio

Contra ou a Favor! "eis a Questão".


MESTRE APARECIDO

O Malvado Favorito.


CARLOS CARDOSO

Bombeiros Civis do Rio Grande do Sul Fiquem Atento a Propagandas Enganosas pois, Nada é de Graça!


Redes Sociais


Bloquear cópia de conteúdo Não tente copiar!
Copyright (c) 2018 - conexaobombeiro.com.br - Todos os direitos reservados