Brasil

Publicada em 17/01/17 às 23:32h - 138 visualizações
Passarela para elevador que leva a lugar nenhum custará R$ 27 mil em Fortaleza.

fonte: g1.globo.com


Secretaria de Educação informou que o elevador custou R$ 39 mil.
MP diz que escola tem rampa e equipamento é desnecessário.A Secretaria Municipal da Educação (SME) informou que serão necessários R$ 27 mil para fazer uma passarela de metal que daria acesso do elevador até o segundo andar. O elevador que dá acesso a lugar inexistente está instalado em uma escola pública no Bairro Quintino Cunha, em Fortaleza.

O custo da obra, segundo o Ministério Público do Ceará (MP-CE) foi R$ 50 mil. A SME diz que o elevador custou R$ 39 mil e que serão necessários mais R$ 27 mil para finalizar a obra.

De acordo com a engenheira civil da prefeitura de Fortaleza, Fátima Canuto, a construtora abandonou a obra antes de concluir. O destrato fez com que a obra ficasse inacabada. Ela diz que em 45 dias a plataforma será entregue à comunidade.

"A construtora abandonou a obra antes de concluir. Aí nós fomos fazer o destrato com essa construtora e uma nova contratação que no serviço público não é tão rápido. E agora, nós conseguimos um meio legal de fazer essa contratação e em 45 dias nós entregaremos a plataforma para a comunidade aqui."

Já a Cipal Construções disse que, no edital da obra, não estava prevista a construção da passarela, por isso, entregou o projeto assim mesmo.

Elevador para deficientes
A engenheira ainda justificou a construção do elevador visto que, segundo Fátima, a escola tem grande quantidade de alunos deficientes.

"Essa região tem um alto número de alunos com necessidades especiais. Um cuidado a mais, além da rampa, que já funciona há bastante tempo, era criar uma acessibilidade mais tranquila. Por isso, nós pensamos na construção da plataforma elevatória, pra facilitar", afirmou.

Para a promotora de Justiça Elizabeth Almeida o elevador é desnecessário, pois a escola tem dois alunos deficientes e já tinha construído rampas de acessibilidade.

"Em princípio, não havia necessidade desse elevador. Porque a escola só tem dois cadeirantes. A rampa está lá e eu não sei, sinceramente, as razões técnicas que se levaram à construção de um elevador daquele. E do modo como foi feito, ainda mais absurdo", disse.

Pais de alunos revoltados
Sobre o gasto desnecessário, pais de alunos acreditam que com o dinheiro da rampa, a escola poderia investir em outra coisa como a restauração das salas de aula dentre outras reformas mais emergenciais.

"Aí foi um dinheiro jogado fora né? Disse que foi R$ 50 mil o valor dessa obra aí né? E é uma obra que não teve resultado nenhum né? Uma coisa que dava pra ser feito outra coisa. Que nem aqui né? A área desse colégio aqui, só na areia, onde as crianças brincam. Onde tem dejetos de animais, xixi, podendo causar uma doença mais séria", falou o vigilante José de Araújo.

A doméstica Paula Magalhães afirmou que já falou com a diretora da escola para saber como vai ficar a obra. "Eu não tenho, realmente, conhecimento em que pé ficou a situação. Mas a diretora até me adiantou que os pais estão em busca de uma solução pro caso. Falou que foi autorizado uma obra, pra manutenção do mesmo. Eu vi que está ali tudo enfaixado", disse.




Os Heróis da Vida Real.
Hora Certa
Estatísticas
Visitas: 6339672 Usuários Online: 55


Fan Page

Tempo no Brasil
You Tube Inscreva-se.
Departamento de Vendas.
Conexão Blogspot.
Rádio Web.
Bombeiros RS Treinamentos
Febrabom RS
A Maior Loja do Brasil

Inscreva-se em Nosso Canal.
Empresa Forte é Destaque Aqui!
Espaço Democrático.
Anuncie Aqui.
Anuncie Aqui!
Fique informado:
Colunistas

Júlio Valêncio

Contra ou a Favor! "eis a Questão".


MESTRE APARECIDO

O Malvado Favorito.


CARLOS CARDOSO

Bombeiros Civis do Rio Grande do Sul Fiquem Atento a Propagandas Enganosas pois, Nada é de Graça!


Redes Sociais


Bloquear cópia de conteúdo Não tente copiar!
Copyright (c) 2018 - conexaobombeiro.com.br - Todos os direitos reservados