BOMBEIROS

Publicada em 04/07/18 às 18:53h - 185 visualizações
Sede de batalhão atingida por incêndio em São Leopoldo será reformada em até dois anos, diz comandante.

fonte: g1.globo.com


Enquanto os militares que trabalhavam no pavilhão destruído são redistribuídos e as fiações são refeitas, o comando investiga as causas e projeta obra com recursos federais.
Dois dias após o incêndio no prédio onde funciona o 19º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército, em São Leopoldo, Região Metropolitana de Porto Alegre, a rotina do local está longe de se normalizar. Enquanto os militares que trabalhavam no pavilhão destruído são redistribuídos e as fiações são refeitas, o comando investiga as causas e projeta uma reforma, que segundo o comandante do batalhão, coronel Luiz Fabiano Mafra Negreiros, deve ser concluída em até dois anos.
"A ideia é recuperar o prédio, modernizando ele e aproveitando na fachada somente, mas nesse momento estamos na parte administrativa de apuração dos motivos", disse o coronel a imprensa.
Segundo Negreiros, o Exército planeja destinar recursos federais para a reconstrução da sede do batalhão. "A ideia é que esses recursos serão buscados e teremos em no máximo dois anos um prédio novo. Isso não depende só do Exército, depende de outros órgãos também", pondera o comandante.
O incêndio aconteceu no início da tarde da última segunda-feira (2). O fogo teve início em um dos pavilhões, por volta das 13h. Todos os que estavam no local no momento conseguiram sair sem ferimentos. Os bombeiros controlaram as chamas por volta das 14h30, e no resto da tarde, trabalharam no rescaldo do fogo (veja no vídeo abaixo).

O prédio incendiado fica localizado no Centro da cidade, na Avenida Theodomiro Porto da Fonseca, em frente ao Hospital Centenário. Há quase 100 anos, o batalhão é responsável por missões de paz. Cerca de 850 pessoas trabalhavam no pavilhão que foi destruído pelas chamas. Apesar da perspectiva de demora na reforma, Negreiros acredita que o trabalho será normalizado em uma semana no local.
"Foi um pavilhão inteiro, mais ou menos 850 pessoas trabalhavam lá, toda a parte administrativa. Com relação ao trabalho, isso já está sendo equacionado, estamos redistribuindo as seções que atuavam no local, e restabelecendo as comunicações, telefonia e informática. Creio que em mais uma semana esteja restabelecido", afirma o comandante.
Enquanto o trabalho prossegue, uma investigação conduzida pelo próprio Exército, investiga possíveis causas. "Foi instaurado um inquérito policial militar para apurar possíveis responsabilidades e apurar o dano em si. Existe uma perícia técnica da Polícia do Exército, e ao final disso, vamos verificar se houve uma responsabilidade ou não, se foi um caso fortuito", afirmou.
Negreiros garante que os militares responsáveis pela investigação, que não tiveram os nomes informados, afastam a possibilidade de um incêndio criminoso. "Tudo é possível, mas não se trabalha com essa hipótese. Não há nada que leve a crer", afirma.




Os Heróis da Vida Real.
Hora Certa
Estatísticas
Visitas: 6558604 Usuários Online: 20


Fan Page

Tempo no Brasil
You Tube Inscreva-se.
Departamento de Vendas.
Conexão Blogspot.
Rádio Web.
Bombeiros RS Treinamentos
Febrabom RS
A Maior Loja do Brasil

Inscreva-se em Nosso Canal.
Empresa Forte é Destaque Aqui!
Espaço Democrático.
Anuncie Aqui.
Anuncie Aqui!
Fique informado:
Colunistas

Júlio Valêncio

Contra ou a Favor! "eis a Questão".


MESTRE APARECIDO

O Malvado Favorito.


CARLOS CARDOSO

Bombeiros Civis do Rio Grande do Sul Fiquem Atento a Propagandas Enganosas pois, Nada é de Graça!


Redes Sociais


Bloquear cópia de conteúdo Não tente copiar!
Copyright (c) 2018 - conexaobombeiro.com.br - Todos os direitos reservados